Apertem os cintos: a interface sumiu!

Agora você vê uma interface gráfica, agora não vê mais. Isso já me aconteceu antes, mas sempre tive meu irmão por perto para me salvar. Desta vez, ele resolveu me imitar e vive ultra atarefado a ponto de, quando o encontro, penso em deixá-lo descansar de ver tantos computadores todos os dias. Porém chego à conclusão que, se eu me dedicar, resolver este problema significará que aprendi mais sobre o Linux.

Então, mãos à obra.

Uma atualização costumeira foi concluída enquanto eu jogava Open Arena com meu filho. A tal atualização requisitou que o jogo fosse interrompido para que o computador pudesse ser reiniciado. Não recuso atualizações do sistema, então, reiniciei o computador. A surpresa veio após o boot: não havia mais a interface gráfica! Apenas o prompt do terminal.

A primeira solução que vem à mente é remanescente da era Windows (pensei que já tivesse esquecido esses traumas!): reinstalação. Em seguida, sacudo a cabeça bem forte e digo: “acorda, Sami!! Isso é Linux!!!”.

Claro que há mais soluções em Linux do que sou capaz de imaginar, então, fui aos estudos. Em um dia, li algumas páginas do Manual de Sobrevivência (livro do Tales Araújo Mendonça) e ganhei mais ânimo para buscar a solução. Visitei fóruns através do Google e encontrei muitas soluções. Até mais do que eu precisava e isso até atrapalhou. Segui pela lógica do livro: devo me ater à informação comum entre as distribuições (tudo que for comum às ‘versões’ do Linux) e ver se há alguma informação específica fugindo na direção da minha distribuição (Ubuntu).

Encontrei:
No terminal, entrei como administrador e digitei “startx”. Isso me retornou uma mensagem parecida com “não há nenhuma informação sobre telas ou janelas instaladas”. Resolvi, no passo seguinte, dar a ordem de instalação “apt-get install ubuntu-desktop” e o problema foi sanado. De brinde, todas as minhas configurações gráficas foram mantidas e trazidas de volta também.

A única dúvida que ficou: “por que a minha interface antiga foi desinstalada?”. Se alguém souber responder fico agradecido, pois  considero muito importante cada nova descoberta sobre o fantástico GNU/Linux.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s