Maratona de Software Livre de Volta Redonda

image

Uma sequência de eventos me concederão o poder de comprovar que se pode trabalhar sem perda de qualidade usando Linux e seus programas de código aberto. O primeiro deles começa agora nesta sexta, dia 29, em Volta Redonda.

A Maratona de Software Livre é um evento que incentiva o uso das distribuições Linux em vários campos da tecnologia. Minha contribuição, por exemplo, será para a computação gráfica. No sábado, dia 30, ministrarei uma longa oficina sobre como se aplicam as ferramentas opensource no dia-a-dia de um estúdio de ilustração e design. Usarei em tempo real os programas Gimp, MyPaint, Inkscape e Scribus para várias tarefas rotineiras de estúdios que usam ferramentas proprietárias para executar as mesmas funções.

Os quatro programas que mencionei são ótimos softwares e minha missão é mostrar que têm poder e complexidade suficiente para praticamente aposentar as caras licenças Adobe, Microsoft e Corel.

As vagas para participação das várias oficinas são limitadas e quem quiser participar deve acessar o link do evento clicando na imagem acima.

Aguardo vocês lá.

O pulo do gato para arte-final!

Imagem
A ferramenta Ink faz o trabalho com quadrinhos desenvolver muito bem!

Uma das ferramentas mais importantes para uso do Gimp na produção de quadrinhos é, certamente, a ferramenta Ink. Ela simula uma pena, ou pincel, para nanquim. No pacote do Gimp Paint Studio, criado pelo amigo Ramón Miranda, a ferramenta Ink ganhou uma dinâmica brilhante para quem arte-finaliza direto por meio digital acelerando o processo de produção.

Ainda assim consegui adequar ainda mais essa dinâmica às minhas finalidades.

Para calibrar adequadamente sugiro que você já tenha o Gimp Paint Studio instalado em seu Gimp 2.8. Para tanto basta entrar neste link e seguir as instruções da própria página do Ramón:

Gimp Paint Studio 2.0 Final – http://www.ramonmiranda.com/2012/07/gps-20-disponible.html

Depois de instalar corretamente a coletânea de pincéis e ferramentas criadas exclusivamente pelo Ramón, escolha a ferramenta Ink e acesse sua variação “Comic Ink”, através do botão “Restaurar configurações de ferramentas” na parte de baixo do painel “Opções de ferramentas”.

Depois basta regular a “Comic Ink” com os seguintes valores:

pulo do gato

E tudo isso ainda pode ser utilizado para criação de novos pincéis, mas isso é assunto para outro post.

Flashplayer no Debian

Imagem
Alternativas ainda são impossíveis para o Gnash

Eu sei, eu sei: o Flashplayer cairá em desuso, mas ainda não aconteceu e se você, como eu, quer assistir vídeos noutros sites que não o Youtube, certamente terá problemas que o Gnash não consegue resolver. Pelo menos por enquanto.

Youtube é muito bacana, mas 60% dos meus desenhos tratam de nú artístico e, às vezes, isso é problema muito sério. O próprio Youtube baniu um de meus vídeos em homenagem à denúncia de algum telespectador muito incomodado, ainda que meus desenhos não abordem temas pornográficos.

Deixa pra lá. Estou tentando não arrumar brigas via web. Então decidi abrir uma conta no Dailymotion. Minha instalação limpinha e super veloz do Debian não conseguia ver vídeo nenhum do Dailymotion por usar o Gnash, o plugin do Debian que substitui o Flashplayer. Tive, então, que instalar o tal plugin agonizante da Adobe.

Costumo deixar claro que sou um eterno iniciante no Linux. Então quem discordar desse procedimento (instalar Flashplayer no Debian) é completamente livre para dar sua opinião nos comentários, mas peço que informem o passo-a-passo da solução de cada um para tornar o Gnash capaz de funcionar em todos os sites propostos, não apenas no Youtube.

Sigam a receitinha de bolo:

1- abram um terminal e entrem como superusuário (#)

2- baixem o Flashplayer da Mozilla:
# apt-get install flashplayer-mozilla

3- configure o player para o Debian usá-lo como padrão:
# /usr/sbin/update-alternatives –config flash-mozilla.so

4- aparecerá uma tabela com as “prioridades” numeradas. Essa numeração pode varias nalgumas instalações, então prestem atenção antes de escolher. A minha foi a número 1:
1      /usr/lib/flashplayer-mozilla/libflashplayer.so

Aí basta fechar o Iceweasel e abrí-lo novamente. O Flash funcionará automaticamente. Abra um vídeo do Dailymotion para testar.

Beleza Amazônica – speedpainting


Mais um da série “speedpainting”. Esse foi feito para homenagear o aniversário de um grande artista: o fotógrafo Otto Weisser que com seu conceito influencia meu trabalho desde os anos 80. Ele tem o dom de capturar a beleza feminina e transformá-la em monumento. Parabéns, mestre!

Mulata de Ouro – speedpainting

Mais um speedpainting ficou pronto. Em meio a tanto trabalho, eis que dou uma “descansada” trabalhando nos meus próprios projetos. Esse vídeo foi produzido depois que retratei uma passageira dentro do trem a caminho do trabalho. Ela era incrivelmente linda e mereceu uma “retratada”. Primeiro, tirei uma discreta foto com o celular e postei no Facebook. Muitos amigos não conseguiram avistar toda a graça que eu havia presenciado, então, tive a ideia de representá-la em traço. Todos os detalhes que guardei na memória adicionei à ilustração e, depois de concluir, uma segunda ideia veio à tona: por que não transformar esse processo num speedpainting bem especial? Já tinha capturado o processo enquanto produzia com o programa RecordMyDesktop do Ubuntu Studio. O passo seguinte foi converter para .AVI no Arista e depois montar no OpenShot. O resultado é esse que vocês acompanham no vídeo acima com direito a trilha sonora adequadíssima do Jorge Benjor.